rodrigomcs

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

A História de Carly uma menina com Autismo severo

In Uncategorized on abril 11, 2011 at 11:20 am

Nova técnica de EEG aprimora diagnóstico de distúrbios do desenvolvimento em crianças

In Uncategorized on abril 4, 2011 at 9:04 pm

Pesquisa sobre Diagnóstico de crianças com Autismo

In Uncategorized on março 29, 2011 at 1:45 pm

PAIS ACESSEM:http://bit.ly/gNEucM
PARTICIPE ou DIVULGUE! Pesquisa Online sobre Diagnóstico de crianças com Autismo.

2ª Semana de Conscientização do Autismo de Volta Redonda

In Uncategorized on março 21, 2011 at 12:04 pm

Pesquisa sobre Diagnóstico de crianças com Autismo

In Uncategorized on março 21, 2011 at 11:18 am

pesquisa_diagnostico_autismo

PARTICIPE! E AJUDA A DIMINUIR ESTA FILA DE ESPERA

Para responder à pesquisa online, acesse: http://bit.ly/gNEucM

Pesquisa sobre Diagnóstico de crianças com Autismo

In Uncategorized on março 18, 2011 at 5:01 pm

Pesquisa sobre Diagnóstico de crianças com Autismo. Para preenchê-la, visite:  https://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dEtTWTNzQnMyMkJobGFWWDAzVVJVTHc6MQ

Olá! Meu nome é Rodrigo Monteiro. Sou formado em Psicologia e estou fazendo mestrado na linha de pesquisa de Avaliação e Instrumentação Psicológica pela Universidade de Brasília. Estou realizando uma pesquisa que busca validar no Brasil um instrumento de triagem diagnóstica para crianças com suspeita de autismo chamado M-CHAT (Modified Checklist for Autism in Toddlers).

Este instrumento quando validado servirá como triagem para casos de suspeita de autismo e poderá ser utilizado diretamente por pais, mães, professores e cuidadores interessados em verificar se a criança possui ou não características relacionadas ao autismo para uma posterior avaliação aprofundada.

Contudo, para que eu possa validá-lo no Brasil, preciso da ajuda de:

1. Famílias que possuam crianças com suspeita ou diagnosticadas com autismo; e

2. Famílias que possuam crianças sem nenhum tipo de suspeita de transtorno ou síndrome (crianças típicas/normais).

Em função da pesquisa buscar a validação deste instrumento, não poderei emitir nenhum tipo de parecer ou retorno com relação aos resultados do questionário, entretanto me comprometo a divulgar amplamente o instrumento após validado, inclusive diretamente para seu email, caso você o forneça ao final.

Todos os dados são sigilosos e serão tratados de forma agrupada. A sua participação é voluntária e será muito apreciada. Dessa forma, convido você a participar desta pesquisa, respondendo às questões que se seguem.

Caso queira maiores informações, entrar em contato pelo email: castrosouza.rm@gmail.com

Muito obrigado!

Pesquisa sobre Diagnóstico de crianças com Autismo. Para preenchê-la, visite:  https://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dEtTWTNzQnMyMkJobGFWWDAzVVJVTHc6MQ

Tecnologia a serviço do Autismo

In Uncategorized on março 10, 2011 at 2:03 pm

Autismo & Realidade

iPad e Autismo – Fevereiro 2011

Dois aspectos estão frequentemente associados ao Autismo: prejuízo na comunicação e fascínio por maquininhas. Eis que surge uma maquininha que parece poder fazer a diferença no desenvolvimento de crianças do espectro autista: o iPad. Sim, a maquininha em si parece ter certa facilidade em atrair a atenção de crianças do espectro. Além disso, a tecnologia “touch screen” facilita o manuseio por crianças pequenas, o que antes não era conseguido pelo velho mouse. No entanto, mais que a maquininha, os aplicativos que têm surgido são sem duvida a grande promessa para os programas de intervenção dirigidos às crianças do espectro. O site Gadgets DNA publicou em 2010 os 10 melhores aplicativos de iPad para Autismo:

Proloquo2Go, um poderoso programa de comunicação alternativa para pessoas com dificuldade de fala;

Grace, um programa que permite a construção de frases por meio de figuras;

iCommunicate, um programa com muitos recursos para personalizar quadros de rotina, figuras para comunicação, etc;

First Then Visual Schedule, um programa para confecção de quadros de rotinas visuais;

iConverse, um aplicativo que pode servir de base para o PECS;

AutismXpress, um aplicativo para facilitar o reconhecimento e a expressão de emoções;

Stories2Learn, um programa que permite a construção de historias para o treino de habilidades sociais;

MyTalkMobile, aplicativo que facilita a comunicação;

TapToTalk, um programa com jeito de game para melhorar a comunicação;

iComm, aplicativo que facilita o desenvolvimento da capacidade de comunicação verbal e escrita.

Fonte:  www.gadgetsdna.com/10-revolutionary-ipad-apps-to-help-autistic-children/5522/

Dia Mundial de Conscientização do Autismo

In Uncategorized on março 4, 2011 at 1:55 pm


Autismo e Comportamento (Por Julianna Di Matteo)

In Uncategorized on fevereiro 25, 2011 at 10:59 am

Uma característica comum às pessoas com Transtorno do Espectro Autista é a dificuldade em se comunicar. Tal dificuldade parece contribuir para o desenvolvimento de comportamentos inapropriados (ex: agressão, auto-lesão, choro, etc.) já que estes, em muitos casos, passam a exercer função comunicativa.

Por exemplo, na presença de uma situação aversiva, uma pessoa pode chorar porque no passado, o choro promoveu a remoção de tal situação. O choro pode também ter produzido a presença (ou atenção) de outra pessoa, neste caso, freqüentemente nos referimos ao choro como uma forma de “chamar atenção”. Recentes descobertas na área da Análise Funcional do Comportamento apontam para variáveis ambientais como responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção de muitos dos comportamentos inapropriados que são observados em indivíduos com desenvolvimento atípico.

Diante de tais descobertas, é importante sempre analisar as variáveis do ambiente, buscando as possíveis funções para os comportamentos inadequados. Devemos nos perguntar: em quais momentos do dia a pessoa apresentou tal comportamento? O que estava acontecendo? Quem estava ao redor? Após ele emitir tal comportamento, como as outras pessoas reagiram? As respostas a essas e outras perguntas em geral nos levam a uma hipótese funcional, ou seja, o que o indivíduo deseja conseguir se comportando dessa maneira, como exemplo, atenção, sair de uma situação para ele desagradável, comunicar algo, etc.

Com estas informações é possível propor mudanças no ambiente que possibilitem ao indivíduo chegar aos seus objetivos, sem ter que emitir comportamentos socialmente indesejáveis.

Novo ano, novas idéias e muito a ser melhorado!

In Uncategorized on fevereiro 25, 2011 at 12:24 am

O ano de 2011 promete novas habilidades a serem desenvolvidas sobretudo com relação aos atendimentos pela Análise do Comportamento Aplicada. Tenho pensado no aperfeiçoamento dos atendimentos com novas ferramentas e inclusive com o acréscimo de uma nova auxiliar.

Sempre melhorando!